Corredor BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê

 
Corredor BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê

O Rio Tietê nasce em Salesópolis e percorre alguns municípios antes de chegar à capital paulista. É a chamada região do Alto Tietê. Esse empreendimento terá quase 21km de extensão e atenderá cerca de 47 mil passageiros diariamente.

O BRT Metropolitano Alto Tietê atenderá as cidades de Arujá, Poá, Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos, uma região com grande concentração populacional e que abrange três importantes rodovias: Fernão Dias, Dutra e Ayrton Senna.

Com dois terminais a serem construídos (Arujá e Ferraz de Vasconcelos), um a ser readequado (Cidade Kemel), duas estações de transferência (Parque e Monte Belo) e 25 estações de embarque e desembarque, o Corredor tem como objetivo o desenvolvimento regional com substantiva melhora na qualidade de vida dos cidadãos.

Os percursos estarão mais rápidos, com redução de cerca de 28% no tempo de viagem ou, aproximadamente, 20 minutos.

Projetos

O empreendimento foi dividido em três trechos. O trecho 1, em Arujá, com 2 km de extensão, inclui a construção do Terminal Arujá. 

O trecho 2, ligando Arujá a Itaquaquecetuba, terá 10,7km, com a construção da Estação de Transferência Estrada do Corredor. 

Já o trecho 3, com 7,5 km, ligará Itaquaquecetuba, Poá e Ferraz de Vasconcelos. Prevê a construção da Estação Monte Belo, do Terminal Ferraz de Vasconcelos e a reforma do Terminal Kemel.

Dados Gerais

  • Extensão total: 20,2 Km
  • Demanda diária prevista: 80 mil usuários/dia
  • Integração física com sistema metroferroviário.
Box Rodape

Fotos

  • Corredor BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 
  • Corredor BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 
Box Rodape

Cronograma

Estágio atual: Projeto Funcional concluído.



Audiências Públicas

Confira as Apresentações e Perguntas e Respostas das Audiências Públicas referentes a este projeto.

Vídeo