Home EMTU

Imagem pagina

16/09/2019 - EMTU/SP inspeciona 8.678 ônibus nos oito primeiros meses do ano para reduzir emissão de poluentes



Balanço do programa Conscientizar, que analisa a fumaça preta emitida pelos ônibus metropolitanos, é divulgado nesta segunda-feira em comemoração ao Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio

São Paulo, 16 de setembro de 2019. Nesta segunda-feira, 16 de setembro, é o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio e, por meio do Conscientizar, a EMTU/SP colabora para reduzir a emissão de gases poluentes. Criado há 11 anos pela empresa, o programa avalia a cor da fumaça liberada pelo escapamento dos ônibus metropolitanos. De janeiro a agosto deste ano foram verificados 8.678 veículos nas cinco regiões metropolitanas do Estado, com aprovação média de 77%. 

A inspeção é realizada pelos técnicos da EMTU/SP, treinados pela equipe da Cetesb. A fiscalização avalia o nível de emissão de poluentes dos coletivos, utilizando o opacímetro, aparelho que mede a quantidade e a opacidade da fumaça (grau de enegrecimento expresso em porcentagem). Se o ônibus for reprovado a empresa operadora recebe orientações para regulagem correta do motor entre outras recomendações. 

Na Grande São Paulo, de janeiro a agosto deste ano, foram verificados 5.372 ônibus e desse total 71% foram aprovados na inspeção. Já na Baixada Santista, no mesmo período, 97% do total de 835 coletivos avaliados no programa foram aprovados pelos agentes. Na região de Campinas, dos 1.631 ônibus avaliados, 86% foram aprovados. Nas inspeções realizadas no Vale do Paraíba/Litoral Norte, 589 veículos foram analisados com a aprovação de 72%. Na região de Sorocaba, 84% da frota de 251 ônibus apresentaram níveis aceitáveis de emissão.  

A emissão de fumaça em desacordo com o parâmetro estabelecido pelo Inmetro está diretamente associada a falhas em relação à manutenção do motor do veículo ou à má qualidade do combustível utilizado. 

Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio – A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para marcar a assinatura do Protocolo de Montreal. Em 16 de setembro de 1987, 46 países se comprometeram a reduzir a produção e consumo de produtos à base de 
clorofluorcarbono (CFC), principais agressores da camada de ozônio. O Brasil aderiu ao protocolo em 1990 por meio do decreto n° 99.280 de 6, de junho, de 1990.


Atualizado em: 17/09/2019 08:19:40



Site da EMTU
Site da CPTM
Site da Estrada de Ferro Campos do Jordão
Metro

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos S.A. de São Paulo - EMTU/SP utiliza cookies, que são controlados e armazenados em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no nosso portal implica na concordância com esse procedimento, que se fundamenta na Política de Privacidade da empresa.