Home EMTU

Imagem pagina

24/07/2020 - Transportes Metropolitanos fazem homenagem ao Dia da Mulher Negra



Em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, vamos contar histórias inspiradoras de personagens anônimas em nome de todas as mulheres negras 

A Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos (STM) e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) fazem uma ação nesta sexta-feira (24) véspera do Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha. Para homenagear todas elas, vamos contar a história de 10 mulheres anônimas que em sua trajetória têm impactado positivamente a vida de outras pessoas e inspirado muita gente. 

A história dessas personagens vai ser levada aos passageiros do Terminal Metropolitano Jabaquara, junto com flores doadas pela Metra, concessionária da EMTU que opera o Corredor ABD. Cada flor terá um cartãozinho com a história de uma dessas mulheres. Uma a uma elas estarão representando todas as outras mulheres negras, latino-americanas e caribenhas, lembrando os desafios, as dificuldades ao longo da vida e também a coragem, a garra e as vitórias no caminho para superar as marcas deixadas pela escravidão, que dificultam uma percepção sólida da população negra a respeito de si, de suas capacidades e de suas conquistas. “O diálogo sobre representatividade e igualdade racial vem ganhando espaço e é preciso entender a importância deste debate. Muitas pessoas ainda não compreendem seu real significado, e como isso está diretamente ligado ao fortalecimento da identidade das pessoas negras”, pontuou Cláudia Carletto, Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Durante a ação junto aos passageiros também serão distribuídas máscaras de proteção. Além disso, um vídeo em homenagem a Tereza de Benguela, líder quilombola do século XVII, e a Luíza Mahin, líder abolicionista do século XIX, será exibido nos trens e estações do Metrô, estações da CPTM e monitores do VLT na Baixada Santista. Também montamos uma “exposição on-line” que poderá ser vista a partir das páginas oficiais da STM e da SMDHC nas redes sociais. Uma forma de levar a todos um pouquinho da história dessas personagens inspiradoras. “Homenagear essas mulheres é também uma forma de iluminar os caminhos que devem nos aproximar da igualdade racial”, disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. 

Mulheres que inspiram – Seguem as histórias dessas personagens, que emprestam sua voz para homenagear todas as mulheres negras, latino-americanas e caribenhas, com um convite de união por mais representatividade e igualdade racial.

1. 
Sou especialista em tratamento de dependência de álcool e também presto serviço voluntário atendendo pessoas que sofrem discriminação étnico-racial. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial. 
Eulália Barbosa da Silva

2. 
Trabalho em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, no enfrentamento da letalidade infanto-juvenil e do genocídio da população negra. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial. 
Simone Eduardo

3. 
Sou mestra em relações étnico raciais, especialista em dependência química e atendo voluntariamente vítimas de racismo e injúria racial. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Maria Vitória da Silva Paiva 

4. 
Fui a primeira mulher negra a exercer a função de Delegada da Polícia Civil em SP e trabalhei na 1ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Maria Clementina de Souza

5. 
Nasci na periferia e nunca desisti de estudar. Fiz pós-graduação em Políticas Públicas, Diversidade e Inclusão Social e também atendo vítimas de violência. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Simeia Ivo

6. 
Sempre trabalhei em projetos voltados à educação antirracista, que visam o protagonismo de negros e negras desde a educação infantil até a universidade. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Jussara Santos

7. 
Sou pedagoga, educadora, empreendedora e ajudo pequenos empreendedores de Cidade Tiradentes a ganhar espaço e visibilidade. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Ana Paula Nascimento

8. 
Sou filha de ativistas da causa negra e isso moldou meu olhar para o outro. Sou artista, terapeuta comunitária e psicóloga. Atendo famílias de dependentes químicos. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Doralice Otaviano

9. 
Fui vítima de violência doméstica e a culinária me ajudou a romper o vínculo nocivo e a me estabelecer financeiramente. Hoje, sou empresária do ramo gastronômico. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Eliane Aparecida de Paula 

10. 
Sou socióloga e pesquiso relações raciais. Tenho esperança que possamos ter um país com menos obstáculos sociais para as pessoas negras. Como mulher e negra, te convido a lutar comigo por representatividade e igualdade racial.
Lena Garcia  

Distribuição de Flores
24/07 às 12 horas 
Terminal Metropolitano Jabaquara
Plataforma A
Rua Nelson Fernandes, s/n.


Atualizado em: 24/07/2020 07:52:17



Site da EMTU
Site da CPTM
Site da Estrada de Ferro Campos do Jordão
Metro

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos S.A. de São Paulo - EMTU/SP utiliza cookies, que são controlados e armazenados em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no nosso portal implica na concordância com esse procedimento, que se fundamenta na Política de Privacidade da empresa.