Home EMTU

Imagem pagina

09/11/2022 - Inspeções veiculares da EMTU verificam mais de 930 itens nos ônibus



Manual de inspeção passou por atualização que considera mais que o dobro de requisitos da última versão

Para promover mais eficiência e segurança aos passageiros do sistema de transporte metropolitano sobre pneus, a EMTU-Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo realizou uma atualização do manual de inspeção técnica veicular dos ônibus que, atualmente, atende 1,7 milhão de passageiros por dia em cinco regiões metropolitanas do estado.

Agora, o todo, as inspeções preventivas realizadas pela EMTU nos ônibus e micro-ônibus do sistema regular e de fretamento consideram 938 pontos a serem verificados, mais que o dobro da versão anterior, na qual eram inspecionados 436 itens. Grande parte dos itens já existentes foram destrinchados, com a inserção de detalhamentos e especificações de diagnósticos.

A nova edição do manual, implantada no segundo semestre de 2021, considerou readequar as exigências, melhorar a identificação das falhas, aperfeiçoar descrições dos itens avaliados e tornar a comunicação e as intervenções de manutenção mais assertivas. Alguns dos itens incluídos compreendem exigências atualizadas relacionadas, por exemplo, a extintores de incêndio, ar-condicionado, qualidade dos pneus, dispositivo "anjo da guarda" (inibidor de movimentação com portas abertas), plataformas elevatórias para acessibilidade etc.

A frota do sistema metropolitano gerenciado pela EMTU é inspecionada com periodicidades que variam de 6 a 12 meses no sistema regular e de 6 a 18 meses no fretamento, a depender da idade máxima dos veículos. Já para os veículos dos sistemas Escolar, RTO e Ligado, são programadas manutenções a cada 6 meses.

De acordo com a engenheira civil Alexandra Renata Rodrigues Domingues, chefe do Departamento de Inspeção da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), as vistorias são feitas por técnicos que passam por treinamentos periódicos. Somente na RMSP, são 13 inspetores divididos em dois turnos, que fazem as vistorias no Centro de Inspeção da EMTU e nas garagens das concessionárias que operam as linhas.

"O objetivo da revisão e criação do Novo Manual de Inspeção da EMTU foi atualizar o já existente, readequando as novas tecnologias e novas legislações (CONTRAN, de Acessibilidade e Ambientais), melhorando a identificação das falhas, tornando-as mais assertivas para uma melhor intervenção e consequentes correções, visando a segurança dos passageiros no veículo em operação", esclarece Alexandra.

No período de um ano, entre abril de 2021 e abril de 2022, a EMTU realizou um total de 46 mil inspeções veiculares na frota das cinco regiões atendidas (Regiões Metropolitanas de São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte).  

Entre os itens verificados nas inspeções periódicas, as equipes avaliam os sistemas de freios e elétricos, suspensão, pneus, carroceria, acessibilidade, emissão de poluentes e outros elementos que conferem a segurança, conservação e o conforto aos passageiros.

Quando são diagnosticadas falhas ligadas diretamente à segurança do passageiro, o ônibus fica retido e impedido de operar. Somente após sanar a irregularidade e mediante uma nova inspeção, o veículo é liberado a circular.

O manual é elaborado em conformidade com as legislações ambientais, de acessibilidade e de acordo com as determinações do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), resoluções da Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos, além de considerar o surgimento de novas tecnologias.

Veículos clandestinos ou com operação não autorizada não cumprem normas de segurança e nem passam por inspeções obrigatórias, além de operar de forma precária e em concorrência ruinosa, já que não atendem a requisitos da legislação. Para combater a operação irregular de transporte de passageiros, a EMTU realiza, em conjunto com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, operações diárias para averiguação e apreensão de veículos nestas condições.

Sobre a EMTU - Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco regiões metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba / Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.

Atualizado em: 09/11/2022 09:25:14



A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos S.A. de São Paulo - EMTU/SP utiliza cookies, que são controlados e armazenados em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no nosso portal implica na concordância com esse procedimento, que se fundamenta na Política de Privacidade da empresa.