App Ligado Operador

 
App Ligado Operador
O aplicativo Ligado Operador implementado em abril de 2018 trouxe para a realidade do Serviço Especial Conveniado (SEC) as facilidades tecnológicas para a condução e o aprimoramento da gestão metropolitana de transportes de usuários com mobilidade reduzida severa. O app Ligado Operador é considerado um dos cases de inovação em gestão pública pela EMTU/SP porque agilizou processos, trouxe praticidade na coleta de informações, aumentou o controle do serviço fornecido, permitiu clareza a rapidez na elaboração e emissão de relatórios diários e aumentou a segurança dos dados dos usuários. E mais:

  • Aumentou a confiabilidade e a segurança na informação
  • Economia na manipulação de papéis impressos e de problemas com o armazenamento da documentação
  • Fim dos controles em duplicidade
  • Tarefas bem definidas para cada equipe
  • Resposta com maior rapidez e segurança ao final dos processos
  • Integração direta com as áreas da EMTU/SP envolvidas no serviço (Financeira e Jurídica)
  • Desburocratização e descentralização
Agora os operadores do serviço recebem a Ordem de Serviço direto no app e acompanham online a rota específica de cada usuário a ser atendido. Gradativamente, o gerenciamento do serviço especial entra para o mundo das análises de dados massivos. O Serviço Especial Conveniado (SEC) atende mensalmente cerca de seis mil usuários com mobilidade reduzida severa nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas.

Por meio do aplicativo, a tripulação registra o embarque e desembarque dos usuários, as faltas e os devidos motivos, e tem acesso a todos os dados relevantes dos passageiros para a prestação do serviço. Os dados referentes ao serviço são disponibilizados em tempo real para EMTU, gerando segurança, clareza, transparência e o efetivo controle para tomadas de decisões. 

O app foi desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação, pela Assessoria de Serviço Conveniado e Alternativo e pela Assessoria de Informação Estratégica (AIE) da EMTU/SP. Com ele, aumentou a interface entre o sistema “e-SEC” (que gerenciada o serviço) e os sistemas de Gestão Administrativa, Operacional e Financeira, aumentando a granularidade das informações e, por consequência, as análises.

 "Como automatizar a roteirização do Serviço Ligado" foi um dos desafios apresentados pelos técnicos da EMTU para busca de soluções na 1ª Hackathona metropolitana EMTU-Metra, realizada em março de 2017, em função da já identificada necessidade de utilização de tecnologias para o aprimoramento da gestão dos serviços prestados.  

Impactos favoráveis 

  • Conseguir acompanhar em tempo real todas as operações, possibilitando as ações operacionais com maior rapidez e segurança. 
  • Interação efetiva de todos os colaboradores
  • Mudança da cultura interna com novas ferramentas
  • Maior transparência,
  • Informações com maior clareza e segurança
  • Redução no quadro de funcionários sem grandes impactos para o desenvolvimento do aplicativo.

Como funcionava 

  • Sistema manual e quase artesanal
  • Fichas encaminhadas via malote
  • Processos de roteirização feito através de guias de ruas
  • Ordem de serviço impressa para realizar medição do serviço 

Funcionalidades

  • Acesso a mensagens postadas pela EMTU
  • Visualização diária das rotas do operador
  • Organização do itinerário por horário e destinos
  • Visualização das informações cadastrais de cada passageiro
  • Registro das operações de embarque e desembarque
  • Registro de falta com motivo
visualizador