Histórico

Em dezembro de 1988 a EMTU/SP iniciou a operação do Corredor Metropolitano ABD, na Região Metropolitana de São Paulo, no trecho entre os Terminais Metropolitanos Ferrazópolis e São Mateus.
Em outubro de 1990 foi inaugurado o trecho restante, atendendo importantes municípios da região do ABCD (Diadema, São Bernardo, Santo André e Mauá), em São Paulo. Trata-se de um sistema de transporte de média capacidade que hoje é referência nacional e internacional para o setor.

Após licitação pública, feita em novembro de 1992, a operação e manutenção da frota de 46 tróleibus  foi terceirizada.


Em 1994, o Corredor Metropolitano ABD passou a apresentar números notáveis em sua operação: naquele período alcançou o índice de 30.995 Km por falha; em março de 1995 a média do número de passageiros transportados por dia atingiu 260 mil pessoas e, no ano seguinte, saltou para cerca de 280 mil. O recorde anterior a 1995 era de quase 250 mil passageiros transportados.

Em 21 de maio de 1997, a EMTU/SP promoveu a primeira concessão no transporte público do país com a transferência oficial da operação do Corredor Metropolitano ABD à Concessionária Metra por 20 anos, além da responsabilidade pela manutenção e conservação da infraestrutura e do sistema viário.


O estabelecimento de prazos contratuais mais longos permitiu maior aporte de recursos para o sistema com a aquisição de novos equipamentos (veículos articulados com ar-condicionado) e a recuperação e manutenção dos terminais e do pavimento rígido.

Em julho de 2010, o Corredor ABD deu mais um passo importante e inaugurou a Extensão Diadema – São Paulo (Morumbi-Berrini), que integra o Terminal de Diadema à estação Berrini da CPTM. São 12 Km de novas linhas metropolitanas em um corredor exclusivo de ônibus, que proporcionou, além de inúmeras vantagens, queda pela metade no tempo de viagem entre os extremos.



Links relacionados: