Programa de Transporte Sustentável e Qualidade do Ar – STAQ

O Programa STAQ - Transporte Sustentável e Qualidade do Ar (Sustainable Transport and Air Quality) foi uma iniciativa do Banco Mundial com recursos provenientes do Global Environment Fund - GEF, e teve como objetivo a redução da taxa de crescimento das emissões de gases de efeito estufa oriundos do sistema de transporte de passageiros, por meio da promoção de modos de transporte mais limpos e com uso mais eficiente de energia.

O Programa STAQ foi coordenado pela Associação Nacional de Transportes Públicos – ANTP e, para seu desenvolvimento no âmbito das Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo, foi firmado um convênio de cooperação técnica entre essa entidade e a EMTU/SP.

A EMTU/SP foi a responsável pela supervisão e aprovação técnica de produtos resultantes do Programa STAQ, no qual foram desenvolvidos dois trabalhos que visam a ampliar a interconexão com outros modos de transporte e estimular a transferência de demanda dos meios de transporte individuais para os coletivos.

Para cada trabalho, foram definidos métodos e procedimentos quantitativos e qualitativos para inventariar, monitorar, analisar aspectos, riscos e impactos ambientais do sistema de transporte, incluindo emissões de poluentes, bem como simular cenários alternativos para a aplicação em atividades de planejamento. São eles:

Inventário Ambiental

Este trabalho consistiu no desenvolvimento de metodologia para inventário, avaliação e gestão de aspectos, impactos e riscos ambientais do sistema de transporte de baixa e média capacidade nas Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo.

O trabalho, que deverá ser aplicado junto às empresas operadoras do sistema metropolitano sob gestão da EMTU/SP, teve seu resultado publicado como o Caderno Técnico nº 14 da ANTP.

O Índice de Qualidade Ambiental - IQA é um insumo para o desenvolvimento deste trabalho e as ações do Programa de Tecnologia e Gerenciamento de Emissões e Resíduos - Proteger se desenvolverão também dentro dessa frente de trabalho.

Caderno Técnico - Volume 14

A metodologia desenvolvida está sendo aplicada junto às empresas operadoras das linhas metropolitanas sob gestão da EMTU/SP, por meio da coleta de informações relativas à operação e manutenção de frota, uso de recursos (água, energia elétrica, materiais etc.), e utilização de tecnologias sustentáveis, entre outros. Os dados - em fase de análise pela EMTU/SP - possibilitarão a adoção pelas empresas operadoras de medidas que possam levar à melhoria ambiental e energética do sistema.

Comparativo de Tecnologias

Estudo comparativo de tecnologias veiculares de tração para o sistema de transporte de baixa e média capacidade nas Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo, levando em conta o ciclo de vida dos veículos e combustíveis e a análise de externalidades, em especial aquelas relacionadas à saúde pública.

O resultado do trabalho foi publicado como o Caderno Técnico nº 15 da ANTP

Caderno Técnico - Volume 15